ALGAR TELECOM AMPLIA REDE DE FTTH

Nas cidades de Uberlândia e Uberaba, em Minas Gerais, e Franca, em São Paulo, a cobertura chegará a 98%

Até o fim de 2019, cerca de 70% dos domicílios dos 87 municípios da área de concessão da Algar Telecom vão ter infraestrutura de fibra óptica. Em algumas cidades, a cobertura na área urbana vai chegar a 98% do total. Serão mais de 2.300 km de rede FTTH (Fiber-to-the-Home), que garantem a conexão via fibra óptica dentro da residência do cliente. O investimento faz parte da estratégia da empresa de aprimorar a experiência dos seus clientes do segmento varejo e micro e pequenas empresas (MPE).

“O cliente vai perceber uma navegação mais estável e mais rápida. A tecnologia nos permite oferecer planos com velocidade de até 300 MB”, relata Márcio Estefan, vice-presidente de Negócios da companhia. Ainda segundo o executivo, um dos maiores impactos é na velocidade upload. “O envio de dados para a internet fica mais rápido, o que proporciona uma experiência melhor para o usuário, especialmente aqueles que fazem muitas transferências de arquivos ou que tenham muita interação, como os adeptos a jogos online, por exemplo.”

As cidades que serão quase 98% cobertas são Uberlândia (MG), Uberaba (MG) e Franca (SP). Em Pará de Minas (MG), Nova Serrana (MG), Ituiutaba (MG), Itumbiara (GO), Patos de Minas (MG) e Batatais (SP), a cobertura chegará a 70%. Além dos investimentos diretos, outras cidades da concessão receberão melhorias subsidiadas pelos franqueados da empresa, por meio do Algar Franquias.

O Algar Franquias é uma iniciativa pioneira, implantada pela Algar Telecom em dezembro do ano passado. Trata-se do primeiro sistema de franquias de telecom do país. O franqueado assume as áreas comercial, de operação técnica, de construção e de manutenção de redes. “Estruturamos um modelo ideal para nos tornarmos mais próximos dos clientes e para agilizar as melhorias de rede mais adequadas à realidade dessas localidades”, diz Estefan.

A Algar Telecom atua no segmento B2C em 136 municípios nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul. No segmento B2B, a companhia opera com 100% de rede de fibra óptica em 13 estados do Brasil, além do Distrito Federal, e chegará até o fim de 2018 a mais três estados. (Assessoria de Imprensa)

Fonte:TeleSintese

Posts Anteriores

  • Eletropaulo defende cassação de licença para quem faz uso irregular dos postes | CPFL

    A CPFL Paulista e da AES Eletropaulo estão fechando o cerco para o processo que consideram irregular de ocupação dos seus postes. As duas empresas se reuniram na semana passada durante workshop quando anunciaram intensificação da fiscalização e a instituição do mecanismo de autodenuncia para os que querem regularizar sua situação. A Eletropaulo ainda informou que vem defendendo junto à Anatel a cassação da concessão para os “clandestinos”.

  • MUM 2018

    Obrigado por nos visitar no MUM 2018!! A MikroTik User Meeting (MUM) é uma conferência sobre o software RouterOS e o hardware RouterBoard da MikroTik

  • Santander destaca equipe para acompanhar movimentação de ISPs

    As operadoras competitivas e provedores regionais de acesso devem ser os protagonistas, nos próximos anos, de movimentos de fusão e aquisição. Devem, ainda, atrair inúmeros fundos de investimentos, que vão ajudar a organizar este mercado e profissionalizá-lo. Esta é a previsão do Santander, que destacou uma equipe apenas para observar e aconselhar tais movimentos.

  • Conselho da Anatel adia decisão sobre TAC da Algar

    O Conselho Diretor da Anatel prorrogou a análise sobre proposta de celebração de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) da Algar Telecom sobre temas relacionados a direitos e garantias dos usuários, fiscalização e interrupções de chamadas.  A prestadora, que tem concessão de telefonia fixa nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás, tem multas no valor de aproximadamente R$ 70 milhões, que poderão ser trocadas por compromissos de investimentos.

  • ANATEL PUBLICA VALORES DE REFERÊNCIA PARA NOVOS PRODUTOS NO ATACADO

    A Anatel publicou nesta sexta-feira (30) os valores de referência para oferta de atacado de roaming de voz, roaming de dados e roaming de SMS, aluguel de dutos, bitstream, full unbundling e transporte de atacado. É a primeira vez que a Anatel estabelece valores de referência para esses produtos. De acordo com a decisão da agência, esses valores devem ser reavaliados nos próximos dois anos.

2018-10-10T21:38:23+00:00