América Móvil quer parceria com ISPs para oferecer serviços convergentes | Fibra Optica

A América Móvil está observando o avanço do mercado de pequenos provedores de banda larga fixa no Brasil, mas não necessariamente concorrendo com eles. Segundo informou em teleconferência de resultados do primeiro trimestre nesta terça-feira, 30, a dona da Claro, Embratel e Net, pretende se aliar aos ISPs que ainda não possuem serviços convergentes. “Estamos falando com eles para oferecer pacotes com TV paga e celular; para nós faz sentido ter parceria comercial com eles”, destacou o COO do grupo mexicano, Oscar Von Hauske.

O executivo não deu nenhuma confirmação de algum contrato fechado, com quantos potenciais parceiros o grupo está em negociação ou mesmo uma previsão de quando isso aconteceria. “Estamos próximos de conseguir os acordos comerciais com eles”, respondeu.

Von Hauske destacou que o grupo de provedores regionais tem um market share importante na banda larga, mas que as empresas em si estão “muito dispersas no País, usando micro-ondas e cabo”. Ele afirma que nesses mercados, a América Móvil poderá competir com ISPs, mas com o acesso fixo-móvel (FWA). “Achamos que para entrar neste mercado é mais com a rede móvel do que fixa, porque a fixa é muito cara. Mas sim, é um mercado que está crescendo e achamos que há espaço para competir com todos os players.”

No resultado trimestral divulgado no dia anterior, a AMX afirmou estar dando seguimento ao projeto de FTTH, chegando a 30 cidades atualmente. Porém, o executivo não respondeu diretamente à pergunta se havia intenção de a companhia absorver os ISPs em busca de ativos de fibra. “Nas cidades onde temos rede, estamos muito bem em participação de mercado, e somos líderes em ultra banda larga [velocidades acima de 34 Mbps]”, declarou.

Fonte: teletime

Posts Anteriores

  • Assinantes de ISPs recuam 1,5% em junho por falta de notificação, diz Anatel

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

  • Anatel publica outorga para 10 SCM na 1ª semana de agosto

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

  • Anatel abre consulta sobre base de dados do setor

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

  • Na quarta semana de julho, 23 ISPs têm outorgas publicadas

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

  • Anatel concede anuência prévia para troca de controle na Hispasat

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

2019-05-03T19:17:11+00:00
Whatsapp