Anatel Adia Por Mais Seis Meses Decisão Sobre Franquia Na Banda Larga Fixa

Agência culpa pelo atraso a baixa participação das entidades consultadas em se manifestarem sobre o tema.

Em face da baixa resposta ao pedido de contribuição a entidades do consumidor e técnicas, o Conselho Diretor da Anatel prorrogou por mais seis meses a decisão sobre a franquia da banda larga fixa. A prorrogação foi acertada por meio de circuito deliberativo, no início desta semana. Esta é a terceira prorrogação desse processo.

Segundo o relatório, apenas cinco das 11 entidades indicadas expressamente pelo conselho responderam à consulta, sendo que importantes agentes e entidades – como o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), CGI.br, Idec e Conselho Federal da OAB, ainda não apresentaram suas contribuições.

Além disso, afirma que dentre as 192 notificações adicionais, apenas 19 obtiveram resposta, indicando-se, dentre os que não responderam, estão integrantes do Conselho de Defesa dos Usuários de Serviços de Telecomunicações da Anatel (CDUST), ex-conselheiros da agência, acadêmicos renomados, consultorias e representantes dos Poderes Legislativo e Judiciário.

A posição da Anatel sobre adoção da franquia na banda larga fixa está sendo discutida desde abril de 2016, quando após medida cautelar, o Conselho Diretor proibiu a adoção de práticas de redução de velocidade, suspensão de serviço ou de cobrança de tráfego excedente após o esgotamento da franquia, por prazo indeterminado, até decisão de mérito.

Fonte:TeleSíntese

Posts Anteriores

  • ANATEL PROPÕE LICENÇA ÚNICA DE TELECOM, MAS SERVIÇOS CONTINUAM DISTINTOS

    O conselho diretor da Anatel aprovou hoje, 20, consulta pública para modificação de dois importantes regulamentos, em uma reavaliação do modelo de outorgas e do licenciamento de estações de Comunicações. Conforme a proposta, que ficará em consulta pública por 45 dias, a intenção é simplificar os modelos de outorga e de licenciamento para facilitar a entrada de novos players no mercado.

  • INTERCONEXÃO VAI CRESCER O DOBRO DA INTERNET ATÉ 2021, DIZ ESTUDO | ANATEL

    A taxa de crescimento anual composta (CAGR) da interconexão privada, no período entre 2017 e 2021, deve alcançar 48%, o dobro da esperada para a expansão do tráfego IP no mundo, de 26%. Esses dados fazem parte do Global Interconnect Index volume 2, divulgado hoje, 18, pela Equinix mundialmente. O mesmo estudo indica que a América Latina deverá apresentar uma CAGR de 59%.

  • Receita Federal notifica mais de 700 mil empresas do Simples | ANATEL

    A Receita Federal notificou 716.948 empresas optantes do Simples nacional em débitos com a previdência e não previdenciários. Ao todo, essas pequenas e microempresas respondem por dívidas que totalizam R$ 19,5 bilhões.

  • Anatel quer flexibilizar regras para IoT

    A Anatel lançou hoje, 11, tomada de subsídios para a Internet das Coisas (IoT). “Queremos saber quais são as simplificações regulatórias que poderemos fazer para estimular a IoT no Brasil”, afirmou o superintendente de Planejamento da Anatel, Nilo Pasquali. Essa tomada de opinião – que é ainda um instrumento anterior à consulta pública – ficará aberta a receber contribuições até 12 de outubro.

  • Anatel propõe aumentar recursos do Fust para o BNDES administrar

    O anteprojeto de lei sugerido pela Anatel para mudanças na lei do Fust (Fundo de Universalização das Telecomunicações) junto com a proposta do novo Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações (PERT), publicado aqui na íntegra pelo portal, busca viabilizar a aplicação dos recursos desse fundo, criado há 18 anos e nunca utilizado no setor, para a banda larga.

2018-09-21T20:09:48+00:00