PELA NOVA CLASSIFICAÇÃO, EMPRESAS NÃO FICARAM MAIS LIMITADAS AO TETO DE 50 MIL ASSINANTES E GANHAM MAIS LIBERDADE PARA CRESCEREM

 

O conselho diretor da Anatel acaba de aprovar o novo Plano Geral de Metas de Competição (PGMC), regulamento que estabelece os mercados e as empresas que passam a ter controle mais rígido de preço e de regulação.

No plano aprovado, a agência decidiu fazer uma nova definição do que é o Prestador de Serviço de Pequeno Porte (PPP). Atualmente, somente os operadores que têm até 50 mil assinantes são classificados desta maneira, o que lhes confere mais liberdade na prestação do serviço. A partir da publicação deste novo PGMC no Diário Oficial da União, a operadora PPP passará a ser definida como aquela que for detentora de participação de mercado nacional inferior a 5% em cada mercado de varejo que atua.

Com essa nova classificação, as pequenas empresas não ficam mais impedidas de crescer, pois não se limitam a 50 mil assinantes. E passarão a ter muito menos custos regulatórios na prestação do serviço. Por exemplo, não precisarão manter call center 24 horas por dia ou ter preços controlados.

Conforme o relator da matéria, conselheiro Aníbal Diniz, todos os regulamentos da Anatel passarão a adotar essa nova classificação, a partir da publicação do PGMC no Diário Oficial da União, nos próximos dias, quando serão implementadas condições bem mais brandas para esses pequenos prestadores.

Fonte:PontoISP

Posts Anteriores

  • Duas toneladas de fios irregulares são recolhidas no Centro do Recife | Anatel

    Duas toneladas de fios irregulares são recolhidas no Centro do Recife | Anatel

    Duas toneladas de fios de redes irregulares de telecomunicação foram recolhidas na manhã desta segunda-feira (30) em postes na Avenida Conde da Boa Vista, no Centro do Recife, durante o primeiro dia da ação realizada pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) com o apoio da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU).

  • ANATEL FAZ NOVA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO SERVIÇO DE TELECOM

    ANATEL FAZ NOVA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO SERVIÇO DE TELECOM

    Bancos pequenos e médios vão se tornar mais competitivos no mercado de emissão de boletos de pagamento. Uma das principais barreiras para a entrada das instituições de pequeno porte nesse mercado era a falta de uma ampla rede de agências no país nas quais esses boletos poderiam ser pagos, mas essa realidade começa a mudar com a nova regra para a cobrança desses documentos.

  • ACESSO À INTERNET CHEGA A 61% DOS DOMICÍLIOS BRASILEIROS, DIZ CETIC.BR | Anatel

    ACESSO À INTERNET CHEGA A 61% DOS DOMICÍLIOS BRASILEIROS, DIZ CETIC.BR | Anatel

    Bancos pequenos e médios vão se tornar mais competitivos no mercado de emissão de boletos de pagamento. Uma das principais barreiras para a entrada das instituições de pequeno porte nesse mercado era a falta de uma ampla rede de agências no país nas quais esses boletos poderiam ser pagos, mas essa realidade começa a mudar com a nova regra para a cobrança desses documentos.

  • Anatel aprova PGMC com nova definição de Prestador de Serviço de Pequeno Porte

    Anatel aprova PGMC com nova definição de Prestador de Serviço de Pequeno Porte

    Bancos pequenos e médios vão se tornar mais competitivos no mercado de emissão de boletos de pagamento. Uma das principais barreiras para a entrada das instituições de pequeno porte nesse mercado era a falta de uma ampla rede de agências no país nas quais esses boletos poderiam ser pagos, mas essa realidade começa a mudar com a nova regra para a cobrança desses documentos.

  • Para superar conflitos, Anatel esclarece as condições de interrupção da interconexão

    Para superar conflitos, Anatel esclarece as condições de interrupção da interconexão

    Bancos pequenos e médios vão se tornar mais competitivos no mercado de emissão de boletos de pagamento. Uma das principais barreiras para a entrada das instituições de pequeno porte nesse mercado era a falta de uma ampla rede de agências no país nas quais esses boletos poderiam ser pagos, mas essa realidade começa a mudar com a nova regra para a cobrança desses documentos.