Duas toneladas de fios irregulares são recolhidas no Centro do Recife | Anatel

A ação foi realizada pela Celpe na manhã desta segunda-feira (30), na Av. Conde da Boa Vista, e se estende até a próxima sexta-feira (3) no Recife.

Duas toneladas de fios de redes irregulares de telecomunicação foram recolhidas na manhã desta segunda-feira (30) em postes na Avenida Conde da Boa Vista, no Centro do Recife, durante o primeiro dia da ação realizada pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) com o apoio da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU).

O objetivo da operação é verificar se as operadoras autorizadas pela Celpe estão instalando corretamente as redes, além de garantir a segurança da população e que o fornecimento da energia não seja afetado. A vistoria, que terminará na próxima sexta-feira (3), também está sendo realizada em Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Igarassu, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e São Lourenço da Mata.

“Trabalhamos com intolerância zero às instalações irregulares, e estamos intensificando as atividades de combate ao desvio de padrão na instalação de cabos de internet em nossos postes”, afirmou o gerente Operacional da Celpe, Evandro Simões. Os usuários que tenham os serviços interrompidos de internet e TV a cabo devem procurar os seus provedores para obter informações.

 

Provedores irregulares

De acordo com a Celpe, 87% das empresas de telecomunicação utilizam clandestinamente os postes da distribuidora. No Recife, que concentra o maior número de provedores irregulares, foram catalogados 117 prestadores de serviço de internet e apenas 19 possuem contrato de compartilhamento de uso dos postes. As operadoras interessadas em usar a estrutura da Celpe devem procurar a concessionária.

A ação de recolhimento da fiação irregular é realizada pela Celpe desde 2015. Em 2017, foram removidas mais de 15 toneladas de fios e neste ano, já foram contabilizadas sete toneladas.

Fonte:UOL


Vianatel - Outorgas Anatel

Para aprovar um projeto junta à uma concessionária, é necessário uma Licensa SCM!
Seu provedor necessita de uma Licensa SCM ou Regularização junto à ANATEL, FISCO ou CREA
Fale conosco!

Posts Anteriores

  • Infinera projeta vender até US$ 300 milhões em equipamentos para ISPs em um ano

    O Ministério do Planejamento suspendeu, nesta quarta-feira (17), a licitação de serviço em nuvem, que atenderia a diversos órgãos da administração pública federal. O pregão estava marcado para esta quinta-feira (18). Não foi informado se a compra será retomada.

  • GOVERNO SUSPENDE LICITAÇÃO PARA SERVIÇO DE NUVEM

    O Ministério do Planejamento suspendeu, nesta quarta-feira (17), a licitação de serviço em nuvem, que atenderia a diversos órgãos da administração pública federal. O pregão estava marcado para esta quinta-feira (18). Não foi informado se a compra será retomada.

  • BNDES ESCOLHE ESTA SEMANA PROJETOS DE IOT A SEREM FINANCIADOS | BNDS

    O analista de infraestrutura do Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações, Guilherme de Paula Corrêa, disse hoje, durante o painel Futurecom, que até sexta-feira, dia 19, o BNDES terá selecionado os projetos que irão ser contemplados com financiamento para o desenvolvimento da IoT (Internet das Coisas).

  • ALGAR TELECOM AMPLIA REDE DE FTTH

    Até o fim de 2019, cerca de 70% dos domicílios dos 87 municípios da área de concessão da Algar Telecom vão ter infraestrutura de fibra óptica. Em algumas cidades, a cobertura na área urbana vai chegar a 98% do total. Serão mais de 2.300 km de rede FTTH (Fiber-to-the-Home), que garantem a conexão via fibra óptica dentro da residência do cliente. O investimento faz parte da estratégia da empresa de aprimorar a experiência dos seus clientes do segmento varejo e micro e pequenas empresas (MPE).

  • ANATEL QUER OUVIR SOCIEDADE SOBRE PROPOSTA DE OUTORGA ÚNICA DE SERVIÇO

    A Anatel abriu, nesta segunda-feira (8), consulta pública para submeter a comentários e sugestões do público geral o Projeto Estratégico de Reavaliação do Modelo de Outorga e Licenciamento de Estações e propostas de alterações regulamentares e legislativas decorrentes. As propostas trazem alterações significativas e podem resultar, entre outros efeitos, na isenção de taxa de fiscalização de funcionamento (TFF) das estações móveis e destinadas a M2M. Tal medida teria impacto de R$ 2,2 bilhões na arrecadação anual do Fistel.

2018-09-21T20:09:47+00:00