Anatel anuncia comissão que julgará práticas inovadoras no atendimento ao consumidor

Inscrições ao prêmio prosseguem até o dia 10 de junho e um dos destaques vai para as prestadoras de pequeno porte

A Anatel divulgou, nesta quinta-feira, 25, a comissão de avaliação do prêmio Práticas Inovadoras 2019, lançado para reconhecer as práticas inovadoras de prestadoras de serviços de telecomunicações voltadas ao atendimento dos consumidores. As inscrições prosseguem até o dia 10 de junho.

A comissão será formada por dois funcionários da Anatel, Humberto Bruno Pontes Silva e Thiago Henriques Botelho; o secretário de Telecomunicações do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Vitor Menezes; um representante do Comitê de Defesa dos Usuários dos Serviços de Telecomunicações, Diogo Moyses Rodrigues; um do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, Farid Chebl; e dois acadêmicos Antônio Isidro da Silva Filho e Ricardo Wada.

A comissão terá a tarefa de avaliar cada projeto apresentado pelas prestadoras, com uma pontuação em zero e 100 pontos e decidir quem será o vencedor por maioria simples, na hipótese de empate na pontuação de dois ou mais projetos. Cabe também ao colegiado apreciar os recursos apresentados pelas prestadoras e encaminhar a classificação final dos projetos à Superintendência de Relações com Consumidores (SRC) da agência.

O edital prevê a possibilidade de participação de qualquer prestadora interessada, que poderá inscrever projeto já implementado ou em fase de implementação a partir de janeiro de 2018. Serão premiados dois projetos, um de prestadora de pequeno porte e outro de prestadora que não se encaixa nessa categoria.

Segundo a Anatel, os premiados serão anunciados em novembro de 2019 e serão reconhecidos pela agência por meio de um certificado com o ano de concessão do prêmio, o nome do projeto e o nome da prestadora que desenvolve a iniciativa. Será premiada uma iniciativa de prestadora de pequeno porte (PPP) – ou seja, empresas que possuem participação de mercado nacional inferior a 5% em cada mercado de varejo em que atua – e outra de prestadora que não se encaixa nesse perfil. As PPPs poderão inscrever um projeto e as demais, até duas iniciativas.

Fonte: pontoisp

Posts Anteriores

  • Assinantes de ISPs recuam 1,5% em junho por falta de notificação, diz Anatel

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

  • Anatel publica outorga para 10 SCM na 1ª semana de agosto

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

  • Anatel abre consulta sobre base de dados do setor

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

  • Na quarta semana de julho, 23 ISPs têm outorgas publicadas

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

  • Anatel concede anuência prévia para troca de controle na Hispasat

    Os números da banda larga fixa reunidos no relatório anual divulgado hoje, 25, pela Anatel, mostram mais que a expansão de mercado dos provedores regionais. Indicam que a o ritmo de ativação de redes de fibra óptica em novas cidades vem caindo ano a ano desde 2016. Naquele ano, 538 cidades receberam redes com fibra. Já em 2017, foram 226. E ano passado, mais 138 cidades se juntaram à lista das que são cobertas, ao menos em algum ponto, com alguma tecnologia óptica. Ao final de 2018 havia no país 3.589 cidades com redes de fibra, de um universo de 5.570 municípios.

2019-04-25T20:45:56+00:00
Whatsapp